Que Assim Seja – Rashid (par. Flora Matos)

Atualizado em 07/01/2016

No dia de lançar sua nova mixtape, “Que Assim Seja“, o rapper Rashid surpreende e adianta a faixa que dá nome ao cd, gravada em participação com Flora Matos e produzida pelo Casp.

Depois de soltar a capa e um teaser, aquecendo seu público para o lançamento da nova mixtape, Rashid colocou ainda mais ansiedade soltando a música que dá nome ao disco, “Que Assim Seja“. O som tem participação da talentosa Flora Matos no refrão e a base é de autoria do Casp, o mesmo de Rua Augusta, do Emicida, por exemplo.

Rashid produz mais uma vez uma música muito focada “nos seus”, na luta do dia a dia e nas conquistas. Pesada! Lembrando que hoje, às 19h, haverá uma twitcam de lançamento da nova mixtape. E que, neste mesmo 21 de março, é o aniversário do rapper. Parece que fazer lançamentos em seu aniversário virou uma mania saudável dos rappers brasileiros.

Abaixo cês conferem a letra da música:

Que Assim Seja (Part. Flora Matos – Prod. Casp) by Soma Música

Letra: (Corrijam através dos comentários!)

Licença pra eu chegar na sua casa
Mas como um convidado, que passa e fica, pacifica
Massifica, massa zica, raça rica, fica a dica
Minha fome não é só larica
Que morre quando acaba a marmita
Passo de formiga, liga
O caminho é estreito, mas siga
Quanta gente, por você, tem feito mais figa
O invejoso causa intriga
Cresce os zóio de barriga cheia, enquanto o outro mastiga
Só que isso vem das antiga
Deixa eles pra lá, vamo evitar a fadiga
Sei que vez ou outra a tempestade castiga
Mas também é culpa dela que a semente vinga
Forte como viga, a vida não brinca
Ontem era 15, daqui a pouco 30, frieza na hora da finta
Os dias tão em branco, não desperdice tinta
To nessa por nóiz, que trinca
Favor: quando ouvir essa música, não tente entender, só sinta

Proteja-me na hora da entrada
Proteja-me na hora da saída
Sei que perante Ti, eu não sou nada
Mas que minha missão seja cumprida
(x2)

Proteja-me na hora da entrada
Proteja-me na hora da saída
Sei que perante Ti, eu não sou nada
Mas que minha missão seja cumprida
Aqui ou em qualquer lugar
Coragem pra si, humildade pra passar
Vários por aí tão na de ultrapassar
Mas, se não sabe porque corre, cê nunca vai chegar
Hora de conseguir, cansado de tentar
Se querer é poder, só não muda quem não quer mudar
Vi que tudo vai passar
Sorrir, trabalhar, dormir, despertar
Morri pra viver, sofri pra ganhar
Perdi pra aprender, prendi pra deixar
Ouvi por saber que era bom escutar
Cai pra perceber que a honra tá no levantar
Independente de correntes no seu pé
Se você se sente livre, então você é
É quente, né? Só quero o melhor pra minha gente, né?
E ver todos os neguim sorridente, né?
Eu que já trabalhei de servente em até plantações de café
Vagabundo nato, rato das calçadas
A vitória dos meus, eu não perco por nada
Típico sujeito homem
E que os bico lavem bem a boca antes de falar o nosso nome

Proteja-me na hora da entrada
Proteja-me na hora da saída
Sei que perante Ti, eu não sou nada
Mas que minha missão seja cumprida
(x2)

Proteja-me na hora da entrada
Proteja-me na hora da saída
Sei que perante Ti, eu não sou nada
Mas que minha missão seja cumprida

seja o primeiro a comentar

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.