Max B.O. reflete as manifestações por todo Brasil no clipe da inédita “Vamo além”

Nesta quarta-feira (11), Max B.O lançou o clipe da música inédita “Vamo além”, produzido pelo Estúdio C7.

Direto como as imagens, o rapper reflete as manifestações que não param de acontecer desde junho do ano passado e todo o clima de protestos que tomou conta do Brasil com a Copa do Mundo.

“Não adianta participar de uma manifestação sem saber porque está lá, pelo que se reivindica. Gente que quer apenas uma foto pra postar nas redes sociais, que vai pra uma manifestação como se estivesse indo fazer um passeio ou quem simplesmente só quer aparecer diante das câmeras, acaba deturpando o verdadeiro sentido do ato. E onde estão e o que fazem as pessoas que muitas vezes são mentoras dessas indignação popular?”, questionou ele.

Assim como boa parte de seus últimos trampos, este também foi musicalmente produzido pelo Wzy.

Abaixo cê confere a letra da música:

Black block, tropa de choque, os do rap, do rock
Os que entendem os que são loqui
Marajás em new york Playboys tomando ciroc
Na ilha de Marajó e em estoque No navio, dinheiro e quilos de pó
E os meus só por Deus, morrendo lá favela
Desce até o chão, senta, assiste a novela
Balas de chumbo no morro e as de borracha na tela
Pruns manifestação, pra outros caixão e sequela
Tiranossauro, sou Mauro lá da do Canão, Fela Kuti
Sou daqui, sou DJ Lah, sou ganga, sou Mamuti
Vivo eu mudo o panorama que minha raça trilha
Pra alegrar seu senhor tem que morrer toda minha família
Aí não, se preciso eu luto também.
Defendo os meus com minha arma enquanto Cristo não vem
Cada pedaço de quadra eu conheço bem
A maldade usa uniforme e eu sei de onde vem

Com quantos pobres se faz um rico?
Com quantos pretos se faz um branco?
Com quantos brancos se mata um negro?
Com quantos negros se rouba um banco?
Com quantos bancos se quebra o mundo?
Com quantas quebras se fode tudo?
Com quantas fodas se acha a paz?
Que seja real, falsa não me iludo
Com quanta ilusão se constrói a guerra,?
Com quantas guerras se encontra a paz?
Com quanta paz, se alegra um pobre,
Grana já nem interessa mais.
Com quanto interesse se vive mal?
Com quanta maldade se vive bem?
Com quanta bondade sem fazer nada?
Perai, vamo além…

Cruel se não fosse só trágico, abala
A bala, a clarividência do tiro e o buraco da vala
Dores, torturas, rituais de maldade
Famílias sem o corpo e país sem a verdade
É assim, eles tão fazendo assim,
corpos desaparecendo tão fazendo assim
A Ku Klux Klan 3.0 e sua desordem nova
Luva, 380 e um lugar pra desova
Eles confundiram você, não se confundiram com você
O quilo na bolsa era de leite em pó, fazer o quê?
Ganha um mínimo salário, doutor em ser proletário
Esperto é estelionatário, Vacila é presidiário
Se cisca vai acordar no armário,
Ou melhor, vai dormir lá e passar no noticiário
Acontecimento diário, sangue vendendo jornal
Brasil morrendo na esquina em rede nacional.

seja o primeiro a comentar

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.