Graffiti brasileiro protesta contra a Copa e imagem ganha o mundo

A Copa do Mundo de 2014 não terá vida fácil no Brasil. Ainda faltam 16 dias para a competição e o futebol, normalmente o principal foco do evento, parece ser o de menos.

Além de toda desorganização estrutural, os protestos estão cada vez mais evidentes. Com as pessoas em massa nas ruas e toda mídia voltada para o país, uma outra arma tem se tornado mais visível: o graffiti.

Leia mais:
– À la Banksy, pichador(a) protesta pintando máscara no rosto de Neymar;
– Os Gêmeos grafitam avião que a seleção brasileira usará na Copa.

Depois de publicar uma foto com seu trampo em um portão, retratando uma criança chorando, talheres na mão, enquanto o prato em sua frente está ocupado por uma bola de futebol, Paulo Ito ganhou notoriedade mundial.

Inúmeros sites e veículos de comunicação republicaram a imagem e ela se tornou, talvez, a primeira grande marca do eventosó ; a publicação em seu Facebook foi curtida mais de 2 mil vezes e compartilhada mais de 3 mil.

“A ideia surgiu a partir de um trabalho que o grafiteiro francês Goin fez em Atenas. A minha maior intenção é expor a situação que vivemos, hoje, no Brasil, e mostrar a importância que se dá a algumas coisas em detrimento de outras. Não quero dizer que o governo federal não está trabalhando contra a miséria, pelo contrário, reconheço que seu esforço foi muito mais efetivo do que o das gestões anteriores. Ainda assim, a situação no país, sem dúvida, continua sendo muito problemática”, contou Ito em entrevista ao Brasil Post.

Curiosamente, exatamente para esta Copa do Mundo, a seleção brasileira terá seu avião todo pintado pela dupla de grafiteiros Os Gêmeos.

seja o primeiro a comentar

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.