Criolo leva três troféus e é destaque do 23º Prêmio da Música Brasileira

Atualizado em 15/04/2014

O RAP, que sempre foi foda, agora pode ser considerado o grande destaque da música brasileira. Depois de ser destaque do VMB 2011, o rapper Criolo levou 3 prêmios e foi um dos grandes ganhadores do 23º Prêmio da Música Brasileira.

“Saber a hora de continuar é pra homem sábio também”, disse Kamau em seu twitter ao elogiar o colega/amigo. A citação é em referência à música “Sucrilhos“, do Criolo, e em referência também ao fato do rapper já ter pensado em desistir da carreira. Mas, isso foi antes de lançar a obra-prima “Nó na Orelha“.

Se a história do Criolo no RAP antes do cd já era muito bonita, depois dele ficou, pelo menos, muito mais premiada. Só no VMB da MTV, em 2011, o rapper já foi a “Revelação”, além do “Melhor Disco” e “Melhor Música”. Na quarta-feira, dia 13, Criolo se consagraria no 23º Prêmio de Música Brasileira, levando “Revelação”, e também “Melhor Disco” e “Melhor Cantor” de pop/rock/reggae/hip hop/funk.

Criolo no Prêmio de Música Brasileira

Por causa de seus 40 anos de carreira, João Bosco foi o grande homenageado da noite. Nomes como Ivete Sangalo, Milton Nascimento e Ney Matogrosso, entre outros destaques da música brasileira subiram ao palco para cantar suas músicas, além do próprio João Bosco.

Como não poderia deixar de ser, Criolo, grande destaque da noite e do ano de 2011, também foi convidado a cantar. O rapper ficou encarregado da música “De frente pro Crime”, de João Bosco e Aldir Blanc. Como vocês podem ver no vídeo abaixo, gravado por alguém da plateia, foi uma ótima escolha, bastante peculiar ao estilo das músicas do Criolo.

Enfim, foi uma ótima noite para o RAP Brasileiro. Não pelos prêmios do Criolo por si só, mas pelo que representam. Um grande prêmio de música brasileira, com grandes nomes da nossa música, consagrou um rapper. O RAP está quebrando barreiras cada vez maiores e cada vez mais sendo reconhecido pela importante música que cria.

Criolo é sem dúvida alguma um dos nossos grandes representantes no momento e é visível que o rapper alcançou um patamar diferenciado. Kamau estava certo, saber a hora de continuar realmente é coisa de homem sábio. O RAP e a música brasileira agradecem!

seja o primeiro a comentar

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.