Em publicação d’O Globo, nesta sexta-feira (24), De Leve falou sobre a depressão e alguns problemas pessoais que o afastaram do RAP e da vontade e insistência de algumas pessoas próximas para voltar à cena.

Considerado por muitos como um dos melhores, o ex-integrante e cofundador do extinto “Quinto andar” se afastou do RAP pouco tempo depois do seu último CD solo, intitulado “De love“, lançado em 2009.

“O Speed tinha acabado de morrer, e menos de um mês depois soubemos do quadro do Juan [seu filho, diagnosticado com autismo]. A falta de vontade de fazer as coisas, incluindo a música, foi inegável. Não fossem os amigos, não sei não….”, contou ele à reportagem.

De Leve entrou em depressão e não se sentia em condições boas o suficiente para prosseguir com shows e outros compromissos da vida artística, além da necessidade de dedicar cuidados especiais ao seu filho. Hoje, anos depois, o rapper parece ter dado início à volta.

“Não me tratei como deveria, é um processo. Não estou recuperado, mas querendo me recuperar por completo. Não foi só a vontade de voltar ao mic, foi também muita pilha de amigos e fãs que me fizeram acreditar que o que eu fazia era relevante, e que ainda queriam ouvir o que eu tenho pra dizer”, explicou.

Estudante de pedagogia, taxista e funcionário numa produtora de vídeo, De Leve não marcou data para a volta, mas com certeza deixa os fãs de RAP animados com a melhora clínica e com sua possível volta à cena.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*