Emicida anunciou na última semana que o próximo álbum já tá saindo do papel e será inspirado em uma turnê que fará pela África. Faz sentido, afinal, a cultura africana tá presente de forma imensurável na cultura brasileira.

Mas, o rapper vai além e dá ao trabalho um nome 100% local: a expressão “Ubuntu”, que não tem tradução exata pra nossa língua. Entendida como “Eu sou porque nós somos”, a palavra já aparece sempre nas suas publicações online e até no título de uma de suas faixas recentes.

Se a simples definição não foi suficiente pra você entender, não se preocupe, convidamos um especialista pra explicar. Considerado a personificação do Ubuntu, o lendário Nelson Mandela, falecido em 2013, contribui pra discussão com uma pequena história:

“Nos velhos tempos, quando a gente era jovem, a gente viajava através do nosso país. A gente podia parar em uma vila e nem precisava pedir por comida ou água. Assim que alguém parava, as pessoas já lhe davam comida, te entretiam. Esse é um aspecto do Ubuntu, mas tem vários outros”, contou ele. “Ubuntu não quer dizer que a pessoa não pode enriquecer. A verdadeira pergunta é: você está disposto a conseguir isso (enriquecer) de uma maneira que a comunidade ao seu redor possa crescer junto? Essas são as coisas importantes da vida. E se alguém consegue fazer isso, é algo muito importante que deveríamos apreciar”, completou.

Precisa dizer mais alguma coisa?

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*