Em programa do último domingo (20), Faustão revoltou ativistas do movimento negro e, na verdade, todos telespectadores com o mínimo de bom senso ao fazer uma “brincadeira” com Arielle Macedo, dançarina da Anitta.

O apresentador se referiu a ela como aquela do “cabelo de vassoura de bruxa” e, como era de se esperar, tornou-se logo motivo de discussão na Internet.

“É inaceitável o racismo mascarado de piada, de gracinha, o constrangimento em nome do riso fácil. A mídia de maneira geral desvaloriza a beleza negra, reserva a nós os papeis que nos cabem segundo o senso comum, a empregada, a iletrada, a prostituta, o bandido, algo que naturaliza o preconceito e só traz prejuízos”, comentou Maria Rita Casagrande, das Blogueiras Negras, ao Portal Fórum.

À mesma matéria, a ativista ainda explicou um pouco melhor a importância do cabelo crespo para a mulher negra e, consequentemente, deixou mais compreensível a prática do racismo para os cegos-por-conveniência:

O cabelo da mulher negra é parte fundamental de sua identidade, do reconhecer-se negra. Não nos ensinam a amar quem nós somos nas escolas, isto vem de uma construção, vem no meio de muita luta e não podemos aceitar que nossa identidade seja ridicularizada ou diminuída em nome do entretenimento.”

Assista ao vídeo do comentário do Faustão.

Não é surpresa alguma que nem a Rede Globo e nem o apresentador se manifestaram sobre o caso. Aliás, a grande mídia num geral também mal debateu o comentário.

Vi no Portal Fórum.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*