No último sábado (5), aconteceu no Largo São Bento, em São Paulo, o “Festival Contra o Decreto”, uma iniciativa de artistas de rua em protesto a decreto assinado pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

O decreto nº 54.948, assinado em 20 de março de 2014, não só busca regulamentar as artes de rua, mas também atende aos interesses dos comerciantes. Como bem levantou a revista Vaidape, “o documento impede que tenham intervenções artísticas a menos de 20 metros das feiras e a 5 metros das estações de metrô, além de precisarem do aval das subprefeituras”.

Além de toda festa e alegria do dia, que contagiou o público que passava, os artistas também trabalham nos bastidores com as autoridades competentes para reverter a situação.

“O órgão público deve dar a garantia para os artistas se apresentarem na rua e não tem que impedir ou enquadrar em uma forma em que imagina ser a melhor. Nós, os artistas de rua, sabemos qual é a melhor maneira, o melhor lugar e as melhores formas de nos expressarmos”, afirmou Alessandro Azevedo, também conhecido como Palhaço Charles, à revista Vaidape.

A ação foi idealizada pela banda Cabaré Três Vinténs e contou com a participação de Teko Porã, The Lonesome Duo, Emblues Beer Bird, Chaiss na Mata e o Bardo e O Banjo, além de palhaços e malabaristas.

Vi na revista Vaidape.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*