Em vias de completar 8 anos, o Twitter, aquele site de rede social que serve para dizer aos seus amigos e amigas a hora que você “partiu pra academia”, lançou uma ferramenta nova.

Chamada de “Discover” (“Descubra”, na tradução livre), ela permite que você conheça um pouco mais sobre a rede social e também que você veja o primeiro tweet publicado por qualquer pessoa na rede.

Basta você colocar o nome do usuário e, click-clack-boom, você descobre se ele ou ela entrou de maneira triunfal. No nosso caso, não.

“Como diz a foto, escolhida por agora, o twitter do blog @vaiserrimando está no ar!”, foi o que escrevemos; em nossa defesa, nem vamos tentar nos defender pra não piorar a situação.

Mas, vamos ao que interessa. Nessa brincadeira aí, resolvemos buscar os primeiros tweets de rappers brasileiros que costumam utilizar a rede e, para apimentar, resolvemos defini-los baseados nisso.

Este é um post humorístico; qualquer artista ou fã que fique ofendido por ele está apenas se envergonhando. Os rappers escolhidos não seguem nenhuma regra, apenas vieram a nossa cabeça na hora da publicação; alguns não foram publicados por seu primeiro tweet ser um RT ou porque a ferramenta, por algum motivo desconhecido, não permitiu.

Racionais, o “eventureiro”.

Mano Brown, o premiado.

  Sandrão, o original.

DJ KL Jay, o trabaiador.

Edi Rock, o anunciante de um clássico.

Rappin’ Hood, aquele que tá devendo CD pra geral.

Thaide, aquele que esqueceu a senha do 1º perfil.

MV Bill, o Will Smith Brasileiro.

GOG em… O retorno!

Dexter, o desbravador.

Inquérito, aquele que defende os seus.

Marcelo D2, mil faces de um homem virtual.

Gabriel o Pensador, o pai coruja.

DJ Hum, o festeiro.

Detentos do RAP, aqueles chegaram só pra comida.

DJ Cia, o Yoda.

SNJ, se fosse o Romário, era gol.

Potencial 3, aquele que começou um diário.

Criolo, o amigo do P3 (e apresentador da Rinha).

Xis, o misterioso.

Marechal, o entusiasta.

DJ Zegon, o iniciante.

 Viela 17… olá, tudo bem?

DBS, aquele que fala de si em terceira pessoa (Pelé, é você?).

DJ King, o filósofo.

Kamau, o gringo.

Shaw, o meia-risada.

Max B.O, o perdido.

Emicida, sozinho desde fevereiro de 2009.

Pregador Luo, o berrante.

Parteum, o inventor do “só que não”.

Ogi, o indeciso.

Gutierrez, tá nas lojas e tá nas ruas.

Cabal, o citador.

RAPadura, o anunciante.

Don L, o fazedor de hits.

Das Quebradas… tá salvado!

Versu2, aquele que limpa o próprio quarto pra depois limpar o mundo.

Flora Matos, apaixonada por exercícios físicos.

Rael, o rei das milhas aéreas.

Cone Crew Diretoria, adepta dos Coffee shop desde sempre.

Rashid, o educado.

Projota, aquele que publica coisas do tipo “partiu banheiro”.

Síntese, aquele que acha que sexta é dia de música, não bebemorar.

DJ Nyack, aquele que cala a boca dos que duvidaram.

André Laudz, aquele que loopa até nas redes sociaaaaaaaais.

DJ Caique, o 3 em 1.

Nave, o… quê?!

Oriente, o conselheiro da juventude.

RET… sei lá, é nóiz!

Haikaiss, os informativos.

Cartel MCs, aquele que transforma o mundo em um palco.

Flow MC, aquele que é família em primeiro lugar.

AXL, o presenciador da história.

Crônica Mendes, o descritivo.

Terceira Safra, os conquistadores da favela.

Marcello Gugu… cara, que bom pra você.

Pollo é isso aí…

Lívia Cruz, a relax.

Nocivo Shomon, o compositor.

Amiri, o comedor de quitutes.

3030, aquele que alimenta o suspense.

Eltin… ó nóiz tbm!

Liink, o focado.

Wzy, o bobo-alegre.

Tássia Reis, aparentemente, a CDF.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*