No domingo (16), o Fantástico, da Rede Globo, exibiu a primeira reportagem da “Educação.doc”, uma série sobre o “lado positivo” da educação pública no Brasil.

Neste primeiro episódio, a série visitou a escola Augustinho Brandão, de Cocal dos Alves, Piauí; além de um detalhamento sobre como ela se tornou exemplo, a matéria também conversou com artistas que estudaram em instituições públicas, como o Emicida.

“Eu não vejo função maior pra escola do que compartilhar esse conhecimento para que a pessoa consiga encontrar o lugar dela no mundo. A escola é sim a grande mola propulsora que empurra as pessoas na direção do sonho delas”, afirmou o rapper.

Assista aos episódios na íntegra:
Assista ao terceiro episódio da série “Educação.doc”, do Fantástico;
– Assista ao segundo episódio da série “Educação.doc”, do Fantástico;
– Assista ao primeiro episódio da série “Educação.doc”, do Fantástico.

Já no segundo episódio da série, no domingo seguinte (23), foi mostrada a escola Presidente Campos Salles, localizada em Heliópolis, uma das maiores favelas de São Paulo.

Logo no começo, Emicida mostra que as instituições de ensino, que supostamente formam cidadãos, muitas vezes refletem os problemas da sociedade e acabam os perpetuando: “Eu cresci numa escola do apertheid. Os pretos eram no fundo e os brancos na frete.”

Em contraste, a escola exemplo em questão, além de derrubar os muros, que antes eram enormes e cheios de arames farpados, instituiu uma comissão mediadora e um esquema de democracia que simula os moldes nacionais.

Em ambos os casos, os alunos decidem entre si através de votação seus representantes. Se houver problema com professores ou alunos, eles têm a tarefa de resolvê-los.

“O que deve tá na escola e o que não deve tá na escola? Tudo deve tá na escola. A escola é o grande preparador das pessoas pro mundo. Então, a gente não pode tirar daqui coisas que as pessoas vão encontrar lá fora”, concluiu o rapper.

Assista aos episódios na íntegra:
– Assista ao terceiro episódio da série “Educação.doc”, do Fantástico;
– Assista ao segundo episódio da série “Educação.doc”, do Fantástico;
– Assista ao primeiro episódio da série “Educação.doc”, do Fantástico.

No terceiro episódio, apresentado no último domingo (30), a série mostra que a comunidade de Chapada Diamantina, na Bahia, está conseguindo resultados excelentes exigindo que os políticos cumpram as promessas na área da educação.

É feita um assembléia convidando toda comunidade e com a presença dos candidatos à prefeitura. Ao final do debate em que são expostas as necessidades educacionais, os candidatos, que só ouvem, são convocados a assinar um documento firmando o compromisso. E o que é combinado é cobrado.

A ideia é tentar tirar ao máximo das mãos das autoridades as decisões relacionadas à educação pública, visto que depender de um político decente para tal fim é um risco.

“Por que você não acompanha a instituição que seu filho visita todos os dias? Se todas as pessoas participarem e isso for cultural, e a gente trazer pra dentro coisas que realmente interessem e dialoguem com o tempo que a gente vive hoje, acho que a gente consegue criar a escola que a gente precisa, pra chegar no país que a gente considera ideal; porque a revolução começa na escola”, completou Emicida.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*