Nesta sexta-feira (28), a seção “Viva Maringá”, do site “O diário”, de Maringá/PR, disponibilizou uma pequena conversa com KL Jay, DJ do Racionais MC’s.

Com respostas secas, ele falou sobre o show que o grupo fez na cidade há dois meses, despistou sobre o novo CD e também sobre um possível filme/documentário que os integrantes estão planejando. Entretanto, quanto aos protestos que estão acontecendo por todo Brasil, o DJ tinha mais coisas pra falar.

“A discussão tem que ir além da passagem de ônibus. O Brasil só vai mudar com uma revolução na educação, na carga tributária, nas taxas de juros dos impostos”, afirmou. “Mas veja bem, o Brasil tem vergonha de mim, dos pretos. Preto, aqui, não é cidadão. Preto não está nas novelas, nos comerciais, no congresso. Eu nasci neste país, mas este país não me aceita. Então, se o país que eu quero mudança não me aceita, isso que está acontecendo não é problema meu”, desabafou.

Quando questionado sobre até que ponto o que dizia era verdade, visto que a conversa seria publicada e suas ideias teriam espaço na sociedade, KL Jay apenas responde: “É verdade. Se eu não fosse rapper, as coisas seriam ainda pior”.

LEIA A NOTÍCIA NA ÍNTEGRA.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*