Acabou o ano e aquelas famosas listas dos melhores disso e daquilo começam a surgir. Como um site atualizado de RAP, não poderíamos deixar a nossa opinião de fora.

Você vai ver que, na verdade, nossa lista terá 11 itens. Eram nomes que simplesmente não poderiam sair dela, cada um por suas peculiaridades. Eram nomes que precisavam ser lembrados, então nada melhor que aumentar a lista e não cortá-los.

ATENÇÃO! URGENTE! LEIA ISTO: uma lista de melhores é apenas uma opinião. Ficar nesta ou naquela posição não quer dizer que este ou aquele é pior ou menos importante que o outro. É só uma opinião! Você tem a sua, nós temos a nossa. Solução: grite sua opinião nos comentários (sem ofender alguém, é óbvio)!

Os 10 melhores:

Menção Honrosa

Capa do CD Desorientado, do Oriente

“Desorientado”, do Oriente” – O CD do Oriente foi um dos mais comentados em 2012 e abriu muitas portas para o grupo carioca. Entretanto, foi lançado em 2011, então não pôde entrar em nossa lista. Por isso, fica aqui uma menção honrosa a eles pelo ótimo trabalho!

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

10º

Capa do EP Êta Porra!, do Amiri

“Êta Porra!”, do Amiri – Os fãs do RAP Brasileiro não vão esquecer tão fácil a expressão tirada do primeiro trabalho do Amiri. O flow do “novato” e a originalidade que transborda em “Êta Porra!” não poderiam ficar de fora desta lista, pois marcaram o ano.

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa do EP Manhã, do Pentágono

“Manhã”, do Pentágono – O novo CD do Pentágono está na lista por algo que vai além da qualidade do trabalho: mesmo tendo já feito história no gênero e inspirando tantos outros artistas, ninguém ainda conseguiu fazer um RAP próximo ao do grupo. Trabalho ímpar!

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa da Mixtape SensaFLOWnal, do Flow

“SensaFLOWnal”, do Flow MC – Pra convencer que não é apenas MC de uma música só, Flow foi além do “Quartinho Obscuro” e provou que tem muito mais do que flow para colocar sua mixtape entre os melhores CDs do ano.

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa da Mixtape Seja O Que Você Quiser, do Terceira Safra

“Seja O Que Você Quiser”, do Terceira Safra – Com diversas participações, tanto brasileiras quanto gringas, o Terceira Safra estreou oficialmente no cenário com uma mixtape que sem dúvida deu o que falar no ano.

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa do CD Sem Crise, do Gabriel o Pensador

“Sem crise”, do Gabriel o Pensador – Um dos maiores nomes do RAP Brasileiro está de volta e traz com ele um CD de 15 faixas com a mistura de um RAP que só ele saber fazer. Gabriel o Pensador melhorou muito nos instrumentais, manteve sua lírica afiada e colocou seu CD na 7ª posição.

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa do CD Vivaz, do RET

“Vivaz”, do RET – O que acontece quando você coloca um RAP pesado, daqueles de protesto e o “embrulha em um papel bonito”? Quando o protesto é tão artístico que atrai os ouvidos daqueles mais céticos com o RAP? RET mostrou o que acontece e isso o colocou em 6º na nossa lista.

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa da Mixtape Que Assim Seja, do Rashid

“Que Assim Seja”, do Rashid – Rashid manteve a qualidade de seu RAP e produziu mais um CD muito bem recebido pelo público. Com participações que deixaram o CD ainda mais completo, “Que Assim Seja” conseguiu o 5º lugar na nossa lista.

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa da Mixtape Em Carne Viva, do Funkero

“Em Carne Viva”, do Funkero – Em tempos de alta discriminação ao funk, Funkero mistura as batidas do gênero com a ideologia do RAP e acrescenta uma pitada de cinema para colocar sua mixtape entre os 10 melhores CDs do ano.

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa do CD Orquestra Simbólica, do Shawlin

“Orquestra Simbólica”, do Shawlin – Um dos MCs mais respeitados do Rio de Janeiro volta a lançar um disco oficial conduzindo através de rimas uma orquestra de conteúdos tão bem expostos que o garante a medalha de bronze entre os melhores CDs do ano.

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa da EP ...ENTRE..., do Kamau

“…ENTRE…”, do Kamau – Em seu perfeccionismo e paixão pelos clássicos, Kamau leva o ritmo e a poesia ao extremo, criando um “RAP de raiz moderno” e se colocando na segunda colocação dos melhores discos em 2012, na nossa opinião.

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Capa do CD Sem Cortesia, do Síntese

“Sem cortesia”, do Síntese – Ao mesmo tempo que é simples, cru, sem frescuras, apenas rima e batida, também é cheio de pequenos detalhes que o engradece. Um dos trabalhos mais originais em muito tempo na música brasileira merece a primeira posição em nossa lista!

Veja a nossa opinião completa sobre o CD.

Concorda? Comente! Não concorda? Comente também!

Não perca mais nenhum post!

10 Comments

  1. Concordo com o Nadson, Síntese tem que estar no minimo entre os três primeiros. Mixtape mais pesada e mais foda de 2012 na minha opinião.

  2. Sem falar em Haikaiss, Nocivo Shomon, Dalsin, Faíska, ZRM, todos com cd’s de pesos lançados em 2012.

  3. Na minha opnião quem não vai faltar no pódio é Kamau …Entre , som bem diferenciado , sem largar aquele estilo Kamau , ficou bem foda

  4. Muito boa a lista, porem o melhor album foi o do Shawlin – Orquesta Simbólica!
    Pow um cd com vinte faixas uma melhor q a outra, um flow monstro e as rima afiada em cima dos beat loko…
    O cd do Pentagono tbm merecia posiçao melhor, mas de resto concordo tbm.
    Éh Nóiz!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*