Participações são coisas muito loucas. Você pega um MC, o jeito dele, o estilo, e coloca ao lado de outro, que também tem seu próprio estilo e jeito. Pensa na sintonia que isso precisa ter pra dar certo! Acho mais da hora ainda quando cê pega dois que não costumam gravar juntos, você vai criando diversos níveis de RAP… e assim vai recriando, aprendendo, inovando, mano, olha a gama de possibilidade que temos no nosso RAP!

Ontem, 24/08, foi lançado o som “Não Falem!“, do Projota e da Karol Conka. A mistura dos dois estilos ficou muito boa, ficou pesada, encaixou. Mesmo com nome já no cenário, essa participação com o Projota pode abrir caminhos para a Karol Conka com o público, afinal, além do rapper do Lauzane ser um dos nomes mais conhecidos hoje no gênero, a rapper veio pesadona e marcou presença no som! A produção foda é do Nave, o mesmo que produziu a Nova Ordem, do Emicida, Projota e Rashid.

O som fala um pouco do que muitos querem dizer, não só no RAP como no dia a dia: vai cuidar da sua vida, porra! Acho que esse é um dos sentimentos mais fortes nas pessoas, ainda mais com as mídias sociais tão em alta, privacidade não existe mais e geral se sente no direito de se meter na vida dos outros. E isso não é legal, não! Aí, “não falem se não viu, não sentiu, não viveu, não correu, não me leu, não me ouviu”, entendeu?

Abaixo você confere a letra e o download da música!

Letra: (Fonte: A Rezadeira)

(Karol Conka)

Passos na calçada me indicam pra onde ir
Venenos pelos cantos tentando me impedir
Fracasso, ouvi daqui, o que dizem não vai servir
A fé é meu combustível, não me deixa sucumbir!
Bocas malditas só servem mesmo pra denegrir
Aqueles que fazem a diferença sabem como agir
Sei como seguir, protegida e preparada
Vida de conteúdo, ando sempre bem ocupada
Enquanto desocupados falam tudo, sem saber nada
Ouvintes burros seguem com a mente envenenada
Dão com a cara no muro, sem entender minha jornada
Longe do fracasso, andado bem acompanhada
Calando os derrotados com meu trabalho suado
Esforço é dobrado pra no fim ser recompensado
Vou que vou até onde Deus determinou
Então não fale se não entende o que eu sou!

Meu ser, meu show, meu ver, meu flow
São meus, não teus, são meu domínio
Então não fale se não entende o que eu sou!
Então não fale se não sente o que eu sou!
Não falem! (x4)
Não falem se não viu, não sentiu, não viveu, não correu, não me leu, não me ouviu.

(Projota)

Eu que girei a maçaneta, entrei e respeitei quem tava la
Honrei meus ancestrais e orei pra me abençoar
Muleque doido, de porta de escola, juntando lata sem cola
Jogando, enchendo sacola em ferro velho
Aluminio vendi de verdade, papelão que lá levei me deu moedas e dignidade
Hoje quero sonhar mais alto
Vitória pros irmãos, honram seus passos nesse asfalto
Somos tão complexos, psicologos perplexos estudam nossas mentes
Veem que nem tudo nem nexo aqui
Metamorfoses, Raul que o diga
Fofoca talvez seja a bobagem mais antiga, então não liga
Veja bem como que eu me saio, taco biscoito pra ocupar a boca desses papagaio
Alguém ai da um gato pra Rosinha
Assim ela cuida das 7 vidas do gato e esquece da minha

Meu ser, meu show, meu ver, meu flow
São meus, não teus, são meu domínio
Então não fale se não entende o que eu sou!
Então não fale se não sente o que eu sou!
Não falem! x4
Não falem se não viu, não sentiu, não viveu, não correu, não me leu, não me ouviu.

DOWNLOAD

#vaiRAP

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*