Artista

Amiri

Desculpe o transtorno, preciso falar do Amiri

por

Lembro até hoje quando mataram o David e o Amiri se vingou. Tomou a cena com humor, flow, conteúdo e muita técnica nas rimas. “Êta Porra!” não era só uma boa novidade do rap, mas era de uma originalidade que eu arriscaria dizer que o rap precisava. Lembro que descobri o single através de um tweet do Kamau. Depois, o EP chegou!; isso era 2012. Escuto até hoje sem problema algum, sempre tem uma linha que cê pode escutar de uma forma diferente, as skits, o auto-depreciamento, é um bagulho bem raro de se ouvir com essa qualidade. Amiri tinha tudo para se tornar um dos grandes destaques; ser colocado entre os melhores, principalmente pela técnica apurada em seus versos. (…)

Fala mais

Quem ganha mais com as diss: a mídia, o público ou os rappers?

por

Uma diss, abreviação de “disrespect”, pode ser abrangente como uma linha ou específica como uma música inteira. Eu não gosto de taxar qualquer zoação como “diss”, ainda mais depois de terem banalizado a expressão, mas como só sente quem sofre, o desrespeito pode estar mesmo em qualquer zoação. De qualquer jeito, as diss são tão antigas no hip hop como o próprio hip hop, provavelmente. E podem ser tão grandes como a rixa Tupac x BIG. No Brasil, ainda não rolou nada assim e com tão devastas consequências, mas Marechal e Cabal, MV Bill e Pregador Luo, Nocivo e Emicida, Zap-san e Projota, Costa Gold e Terceira Safra são algumas que lembro. A mais recente é toda treta originada a partir da “Sulicídio”, (…)

Fala mais

Capa da Coletânea Racionais MC's 1994

Os 12 discos de rap que marcaram a minha vida

por

O Hip Hop não salvou a minha vida, como a de tantos outros por aí. Muito menos o rap. Pelo menos, não da maneira que eu poderia considerar um salvamento. Eu gosto de dizer que a cultura de rua me deu um belo motivo pelo qual viver, pelo qual acordar todo dia e por muito tempo respirei isso. Ainda respiro, como oxigênio, mas em doses normais. Sempre que vejo qualquer lista de discos de outros fãs de rap, vejo vários clássicos; alguns até que eu nunca tinha ouvido falar. A minha lista não é assim. Por algum motivo, os clássicos, aqueles que praticamente todos reconhecem como clássicos, não me marcaram tanto assim. Bom, vocês já sabem: eu não tava lá! (…)

Fala mais

O Rap pelo Rap - A série

Oitavo episódio da série do doc “O Rap pelo Rap” traz Ganjaman, Nave, Nyack, Bitrinho, Amiri e Msário

por

Nesta terça-feira (21), Pedro Fávero, diretor do documentário “O Rap pelo Rap”, lançou o oitavo e último episódio da série de perguntas que ficaram de fora da edição final. – Assista a todos episódios já lançados da série!. Diferentes dos episódios comuns, esta finaleira veio especial com o dobro de entrevistados. Daniel Ganjaman, Nave, DJ Nyack, Bitrinho, Amiri e Msário respondem às perguntas “qual seu primeiro contato com o rap?” e “quando você começou a fazer rap?”. Ou seja, tem muito Skate, muito RAP gringo (destaque pro Public Enemy que voltou ao Brasil no final de semana), tem Sabotage, tem lagartixa na parede e muito mais. Ah, e se fôssemos você, assistíamos até o último segundo; ainda mais se você for fã do Síntese. A ideia por (…)

Fala mais

Zap-san e Amiri em Lei Áurea, ao vivo

Com imagens de show, Zap-san e Amiri lançam web vídeo da música “Lei Áurea”

por

Nesta quarta-feira (11), Zap-san lançou o web vídeo da música “Lei Áurea”, que conta com a participação do Amiri. Produzidas pela Make Movie, as imagens foram feitas na festa de lançamento do CD “A importância disso”, na “Escute Rap Nacional”, em Sorocaba/SP, no último dia 18. A música, que foi um single do trampo ainda em 2013, é uma crítica a toda essa ideia de que foi o documento assinado pela Princesa Isabel que “salvou os(as) escrav@s” e também uma reflexão sobre a falsa liberdade que vivemos nos dias de hoje.

Fala mais

Amiri

Inspirado em Dorival Caymmi, Amiri lança nova “música-protesto” na semana da Lei Áurea

por

Nesta sexta-feira (16), Amiri lançou a música “Vida de negro…”, que contou com a produção musical do DJ Latif. Assim como no ano passado, quando participou da música “Lei Áurea”, do Zap-san, lançada exatamente quando esta completou 125 anos de sua sanção, o rapper voltou a debater o racismo. Neste caso, 3 dias após a data exata (13 de maio). Embora exista tal “coincidência” das datas, Amiri explica em sua página no Facebook que, na verdade, o som surgiu “diante a repercussão que (mais) alguns casos envolvendo racismo e questão racial tiveram aqui nas redes sociais” e também por causa da “urgência que cremos que essas questões mostram, cada vez mais”. Como ele mesmo referencia na letra, a campanha “Somos todos (…)

Fala mais

Primeiro Tweet do Marcelo D2

65 rappers brasileiros definidos por seus primeiros tweets

por

Em vias de completar 8 anos, o Twitter, aquele site de rede social que serve para dizer aos seus amigos e amigas a hora que você “partiu pra academia”, lançou uma ferramenta nova. Chamada de “Discover” (“Descubra”, na tradução livre), ela permite que você conheça um pouco mais sobre a rede social e também que você veja o primeiro tweet publicado por qualquer pessoa na rede. Basta você colocar o nome do usuário e, click-clack-boom, você descobre se ele ou ela entrou de maneira triunfal. No nosso caso, não. “Como diz a foto, escolhida por agora, o twitter do blog @vaiserrimando está no ar!”, foi o que escrevemos; em nossa defesa, nem vamos tentar nos defender pra não piorar a (…)

Fala mais

Amiri no Rimanessência

Assista ao “Rimanessência” com participação do Amiri

por

Nesta sexta-feira (7), a Café Crime iniciou a 3ª temporada da série “Rimanessência” com um episódio que contou com a participação do Amiri. Diferente da temporada anterior, a gravação foi feita sem o fundo preto, em um lugar aparentemente aberto, em São Paulo, mais especificamente nas imediações do Estúdio Preços Populares. De acordo com os criadores, “o ‘Rimanessência’ é um grande encontro de letristas num formato ‘spoken word’, com o objetivo de destacar o valor poético e literário de uma safra de compositores e poetas oriundos do hip-hop e outros movimentos urbanos”. Amiri aproveitou a oportunidade para também divulgar indiretamente seu novo CD, “Antes, depois“, ao versar a letra da música “Menino Kirikou”.

Fala mais

Capa do CD Antes, Depos, do Amiri

Amiri lança CD “Antes, depois”

por

Nesta quinta-feira (30), Amiri lançou a mixtape “Antes, depois”. Com 21 faixas, entre inéditas e remixes, o disco conta com as participações de Léo Supremacya e Napalm; nas produções, DJ Latif, André Laudz, Ander Som, Gedson Dias, Scott Beats, D.A.C. Beats, Léo Supremacya e o próprio Amiri comandam o bonde. Comentado desde o fim do ano passado, o novo trabalho foi definido pelo rapper como “uma espécie de compilação, sem muito alarde, apenas para mostrar a todos, antes dos próximos passos musicais, muito dos materiais já produzidos por aqui durante este tempo”. Este é o terceiro CD do Amiri, que em 2012 surgiu com o “Êta Porra!” e no final de 2013 lançou o “Trinca“; de grande novidade no novo trabalho, destaca-se a (…)

Fala mais

Capa do CD Antes, Depos, do Amiri

Amiri lança remix de “Insônia” por Gedson Dias e Scott Beats

por

Na última terça-feira (28), Amiri lançou o remix da música “Insônia”, que contou com as produções de Gedson Dias e Scott Beats. Integrante do EP “Êta Porra!”, lançado em 2012, a faixa original continha um pouco de “Black and yellow“, do Wiz Khalifa, e “Despicable me“, do Eminem, que já havia sido feito em cima das batidas de “Over“, do Drake, e “Beamer, Benz or Bentley“, do Lloyd Banks. – ATUALIZAÇÃO: Amiri lança CD “Antes, depois”. Já a nova versão comporá a mixtape “Antes, Depois”, que está prevista para ser lançada amanhã (30).

Fala mais

Capa do CD Antes, Depos, do Amiri

Amiri divulga capa, lista de músicas e anuncia data de lançamento de nova mixtape

por

Nesta quinta-feira (23), Amiri divulgou a capa da sua nova mixtape, intitulada “Antes, Depois”; ele também aproveitou para anunciar a data de lançamento: 30 de janeiro. Comentado desde o fim do ano passado, o novo trabalho foi definido pelo rapper como “uma espécie de compilação, sem muito alarde, apenas para mostrar a todos, antes dos próximos passos musicais, muito dos materiais já produzidos por aqui durante este tempo”. Além das inéditas e de remixes de músicas já conhecidas do Amiri, a mixtape também conterá as recém-lançadas “Um mic“, que foi gravada em um instrumental do Nas, e “Rima do angolano Pt. 2“, que fez o rapper reviver novamente o personagem criado em sua primeira mixtape. – ATUALIZAÇÃO: Amiri lança CD “Antes, depois”. (…)

Fala mais

Amiri e Kamau em show (Foto: Kessia Lane)

Amiri se apresenta em SP com participações de Kamau e Mzuri Sana; assista ao show completo!

por

No último domingo (22), a RAP TV divulgou vídeo do show completo do Amiri, que aconteceu na Hole Club, em São Paulo, na sexta-feira anterior (20), e contou com as participações surpresas de Kamau e Mzuri Sana. O evento ainda contou com abertura de Dee x Neo; Filiph Neo ainda reapareceria para a música “Que nem eu”. Lista de músicas apresentadas: #DaUmRTaí! Licença aqui Ladrão Incubado D.O.A Freestyle Que Nem Eu (Part. Filiph Neo) Corta Pra Mim (Part. Léo) Forever Freestyle Insônia Chavão Êta Porra! Antes D’eu Ir Um Mic Lugar Ao Sol Só (Kamau) Enigma (Mzuri Sana) Rima do Angolano Rima do Angolano II Trinca

Fala mais

Amiri

Amiri lança prévia da mixtape “Antes, Depois” com trecho de cada faixa

por

Na última segunda-feira (9), Amiri lançou a prévia da mixtape “Antes, Depois”. Mais ou menos como fez com a “Trinca”, o rapper colocou em uma sequência um trecho de cada uma das faixas que comporá o CD. Na verdade, a mixtape era pra ter saído no último domingo (8), quando completou-se 2 anos do single “Êta Porra!”. Entretanto, Amiri e equipe decidiram dar um trato a mais. Seria uma espécie de compilação, sem muito alarde, apenas para mostrar a todos, antes dos próximos passos musicais, muito dos materiais já produzidos por aqui durante este tempo. Mas com o impacto, a ótima receptividade e o feedback do som “Um Mic” vimos que esse trabalho merecia uma atenção mais que especial, desde (…)

Fala mais

Rima de Angolano Parte 2, do Amiri

Amiri volta a viver personagem na segunda parte da “Rima do angolano”

por

No último domingo (8), Amiri lançou a música “Rima do angolano Pt. 2”, que contou com a produção musical do André Laudz. Continuação de um som lançado no EP “Êta Porra!”, a produção apresenta o rapper atuando como um angolano que, através de rimas, tenta convencer uma mina que o Amiri não chega nem aos seus pés; aparentemente, o angolano falha mais uma vez em sua “missão”. – ATUALIZAÇÃO: Amiri lança CD “Antes, depois”. A data marcou exatos dois anos desde o lançamento do single “Êta Porra!”, que foi um divisor de águas na carreira do rapper. A ideia inicial era lançar a mixtape “Antes, depois”, mas ela só deve vir em janeiro. Seria uma espécie de compilação, sem muito alarde, apenas (…)

Fala mais

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com tengag.com moviekillers.com