Na última sexta-feira (12), o Hó Mon Tchain lançou a música “Gueto árabe”, que contou com a produção musical do Mud.

De acordo com o grupo, o som, assim como seu próprio título sugere, “faz uma analogia dos hábitos e características da cultura árabe com o dialeto e a visão de quem mora nas periferias da cidade de São Paulo”.

Faça o download oficial da música “Gueto árabe”.

“Gueto árabe” foi mixada e masterizada pelo próprio Mud; a faixa integrará o disco “Assim que nois trabalha”, previsto para o primeiro semestre de 2015.

Abaixo cê confere a letra da música:

Refrão:
Sheik Sheik, Sheik Sheik Bam,
Árabe, Gueto, pique Talibã,
É o terror from ZL, SP pique Vietnam,
Só no Sheik Sheik, Sheik Sheik Bam.

(Falcon)

Sultão é quem administra, ele nem cisca pra não arrastar,
do QG ele sempre avista quem é o informante que vai caguetar,
na mesquita faz a oração com adoração na fé de Allah,
Kadafi é braço direito, Sultão agradece porém vai gastar.
Massari, fumaça, charmuta, mesa de fruta, só marajá,
Mohamed já jogou a isca pra sua odalisca vê-la dançar,
quem protege trampa pros granfino, vulgo Palestino com duas AK
e pra comprar produto nessa tenda só sendo Ali Babá.

(Diham)

As-Salamu Alaikum (Alaikum As-Salaam)
Rafiki Dih (Rafiki Diham)
Sem disciplina não consta no ramadã
que os muleke aqui é doido e nóis é pique Talibã.
A Hornet é o tapete voador e vai pra Bagdá,
chamando de giro, protegido sempre por Allah,
tá em casa comigo, eu e os cinco bandido de Ali Babá,
Mil e uma noite de perigo na quebrada, pode pá.

(Plano B)

Hoje é o Sabá (traz o narguile Jhow)
Só fumaça, a contenção vai ser ali na praça,
antes que os verme embaça empino meu camelim,
hoje tô sem turbante, raspei meu cabelim.
Estilo Osama Bin, as odalisca pira,
e se não for chavoso no Jet aí num vira,
só caminho na madruga com meu bonde pela sombra,
mandando o novo passinho, só que é dos muleke bomba.

Refrão:
Sheik Sheik, Sheik Sheik Bam,
Árabe, Gueto, pique Talibã,
É o terror from ZL, SP pique Vietnam,
Só no Sheik Sheik, Sheik Sheik Bam.

(JG-Mano)

Num calor de 40 graus no Oriente Médio,
E eu não sei o que é pior, se é a minha sede ou se é meu tédio,
lá longe avistei um prédio e o suor pingou da testa,
achei que era miragem pois tava tendo uma festa.
Vi várias tattoos de henna, muita sensualidade,
e aqui ninguém se ilude com os contos da Sherazade,
cheguei tarde, sem cash, metendo a marra em marraquech
com o Hó Mon Tchain, In tha rá, (Inshalá) Obrigaah.

(Mud)

Avisa a Khadija que eu tô picadilha, fui dar um Jet com Hussein,
Mohamed bolado, Kalil aliado, e Samir encostou também,
Abdul vai trazer a paranga, desceu no Salim e disse que não tem,
falou pra encostar lá na tenda do Ahmed, chapa não posso ficar sem.
Hoje tem fluxo na Faixa de Gaza,
sem pagar de ramelação e eu nem volto pra casa,
hoje tem fluxo com os parça da Al-Qaeda,
sem pagar de ramelação.

(Amiltex)

Elas falam “mestre” e eu digo “Ualaaahh”,
hoje a cerimônia vai ser bem pesada,
chego chaviando de turbante na mesquita,
ele é o Ali Babá e não o terrorista.
Acorda pra vida, tu tá no deserto,
achei uma lâmpada e pedi os 3 desejos:
União, força e valor. Olha o que que aconteceu,
Rap “from da ZL”, o gênio oh fortaleceu.

SHEIK, SHEIK.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*