Mestre na arte do improviso, Fabio Beleza lançou, na última quinta-feira (21), a música “Rato que é rato”, que contou com a produção musical do MMK Beatz.

Depois de vencer várias competições de freestyle, o rapper agora prepara seu primeiro disco solo, que deve sair ainda em 2014. A faixa em questão fala bastante sobre aparências. Sobre como a sociedade vê as pessoas e as julga por algo ruim, mas que na verdade esse “algo ruim” é o que trouxe tudo que esta pessoa realmente valoriza.

Faça o download oficial da música “Rato que é rato”.

“Rato que é rato” foi mixada pelo Reeo Mix e masterizada pelo Arthur Luna.

Abaixo cê confere a letra da música:

Eu ando com quem se diverte, bebe, fuma, ama , transa, joga
dança, arrisca, luta, trabalha e também gosta da vida mansa
Eu ando em guetos, becos, praias, noitadas e madrugadas
vejo vários que não inspiram um pingo de confiança porque
Ele pensa que é malandro mas só que malandro ele tá longe de ser
Rato que é rato não depende só do queijo pra viver
Já são quatro da madrugada a carne é fraca a mina é gata
deitada cabeça transformada o olho bem aberto e a boca fechada
O ouvido não ouve nada mas eu não tô louco foi uma dose forte
que fez efeito em mim agora pouco
Quanto mais eu me controlo mais louco eu fico mas pra mim tá tranquilo
Uns querem te ajudar, outros levar pro fundo, eu sei quem é quem 
e ainda me confundo mas Deus não deu asa a cobra e nem veneno 
a passarinho, problemas me deu de sobra que é pra eu resolver sozinho
Parceiros de atitude eu tenho e mesmo sem maldade na cabeça
A gente tá mais pra vilão que pra mocinho. Como assim?
Pode pensar o que quiser que isso não me afeta que se foda eu nem ligo
Acendo o meu pego minha cerva encontro meus amigos minha gata
levanto a cabeça e sigo e mesmo de expressão fechada eu me divirto sem sorrir
Na rua de madrugada eu encontro vários zumbis
Viajando em vários assuntos não adianta eu dar conselho
eu não sou espelho eu sou pior e mais errado que todos juntos, 
mas se eu fosse um bom exemplo eu nunca estaria ali, 
estaria dormindo cedo sem ter vivido a metade do que eu já vivi
sem ter conhecido os malucos que eu já conheci, sem ter me envolvido 
com as minas que já me envolvi
Os meus heróis eram loucos e por isso que eram gênios
Não usavam blusa por dentro da calça nem cabelo penteado e mesmo
assim ganharam prêmios, experimentavam drogas pra ver onde a mente ia
Sempre ignoraram modas eram fodas naquilo que eles faziam
Não queria ser um deles mas admirava a arte e o estilo de viver 
como eles viviam, o problema é que muitos morreram mas não tenho medo 
não acredito em superstição e nem simpatia, construo minha própria história 
Aproveito como eu posso, eles pensam que o mundo é deles
Mas eu sei que esse mundo é nosso

E temos todo o direito de fazer aquilo que a gente sempre quis fazer
E temos todo o direito de viver do jeito que a gente sempre quis
Que a gente sempre quis
Que a gente sempre quis

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*