Malcolm London

TED, sigla para Technology, Entertainment, Design, ou Tecnologia, Entretenimento, Design, quando traduzido para o português, é uma fundação privada sem fins lucrativos dos Estados Unidos conhecida por suas inúmeras conferências ao redor do mundo, destinadas à disseminação de ideias. Segundo a própria organização, seus eventos são realizados “para difundir ideias que merecem ser compartilhadas”. Suas palestras disponíveis na internet já ultrapassaram o número de 100 milhões de visitas, sendo vistas por mais de 15 milhões de pessoas ao redor do mundo.

Abrangendo integralmente ideias que necessitam ser compartilhadas e que de alguma forma possuem uma força de mudança, o TED destina o TED Talks Education para realizar palestras voltadas à re-invenção da educação, para que realmente seja ela adaptada a realidade e às dificuldades do mundo e seus dilemas.

Em uma de suas conferências realizadas no ano de 2013, o TED Talks destinou seu espaço a Malcolm London, um jovem negro poeta, educador e ativista, nascido na cidade de Chicago, no estado de Illinois, nos Estados Unidos. London é membro do Fórum Nacional de Prevenção à Violência Juvenil e um artivista educador da equipe de Jovens Autores de Chicago, um trabalho social que procura transformar a vida de jovens, cultivando seus conhecimentos através da escrita e produzindo suas publicações.

London é um jovem profundamente interessado em trabalhar de diversas maneiras para melhorar o sistema de ensino nacional, por isso visita regularmente inúmeras escolas para trabalhar com os alunos oficinaas de escrita e performances.

Em sua apresentação durante o TED Talks, London apresenta o seu agitado poema sobre a vida nas linhas de frente do ensino secundário, da qual ele faz profundas críticas chamando-o de “campos de treinamento escolar”. Ele fala dos “mares de adolescentes” que vão para a escola “mas nunca aprendem a nadar”, fala de “masculinidade imitada por homens que cresceram sem pai”, faz críticas ao sistema social em que se encontram os jovens e ao sistema Capitalista.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*