A biografia do Sabotage (01/06)

Toni C, autor do livro sobre o Sabotage

10 anos depois da morte de Sabotage, Toni C. apresenta o livro com a biografia oficial do rapper. Além de eternizar a história de um dos maiores nomes do RAP Brasileiro, o autor também revelou vários detalhes até então desconhecidos, como a história da lápide com a data de nascimento equivocada.

A onda de protestos pelo Brasil (Junho)

Protestos pelo Brasil

Embora a participação do Hip Hop Brasileiro nos protestos tenha sido tão marcante quanto a de qualquer outro brasileiro que esteve presente, não poderíamos deixar de citá-los em um ano que fizeram tanto barulho.

O DVD do Criolo e Emicida (30/06)

Seja na transmissão praticamente completa que o Multishow fez no dia 30, seja no CD com o áudio do show ou no próprio DVD, uma coisa é certa: Criolo e Emicida fizeram história em 2013.

A simples junção dos dois artistas já seria grandiosa por si só, mas ainda tivemos a participação de Rael e até Mano Brown, sem contar toda produção monstruosa e os outros músicos envolvidos.

A nova alcunha do Shaw (23/07)

Para um novo projeto, o CD “O inferno do Cachorro Magro (O EP do vilão)”, Shaw anunciou que assumiria uma nova alcunha; o rapper passaria a se chamar Cachorro Magro.

Sem entender muito bem, o público questionou a mudança, pensando no que poderia mudar dali pra frente. Entretanto, quando as rimas começaram a surgir, parece que tudo voltou ao normal.

Ronaldo e o “RAP ostentação” de Tulio Dek (28/07)

Ao lado de Helião e Ice Blue nas rimas e Ronaldo na parceria, Tulio Dek lançou um dos clipes mais debatidos de 2013. Com todos seus carrões, bebidas e festa, “Estilo Gangstar” trouxe à tona a ideia da “ostentação no RAP”, assunto tão debatido quando se fala de Funk.

A coisa tomou proporções tão grandes que foi parar até no Fantástico, no qual Ronaldo e Dek apresentam a ideia como “a nova tendência mundial do RAP”.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*