No último sábado (23), a Polícia Militar proibiu dois eventos beneficentes do Dexter (um jogo de futebol e um show) na cidade de Botucatu, em São Paulo, alegando que os locais não teriam “condições técnicas apropriadas para a realização dos eventos”.

Mariana Bergel, diretora da Boia Fria Produções, que acompanha o rapper, afirmava que possuía todos os documentos dos órgãos competentes. Segundo ela, a verdadeiro alegação dos policiais era que “Dexter faz apologia ao crime e os eventos seriam uma reunião do PCC”.

Assim, a “Ação Hip Hop – Natal sem Fome”, parecia comprometida. O jogo fora transferido para a cidade vizinha, mas o show, que dependia de muito mais do que um campo de futebol, ainda precisava de uma forcinha para ser realizado.

Foi aí que a própria Mariana publicou uma nota em seu Facebook pedindo ajuda a assessores, advogados e todos que pudessem ajudar direta ou indiretamente no caso; até publicamos o caso aqui no Vai Ser Rimando para mais de mil compartilhamentos.

Para nossa alegria, o RAP Brasileiro triunfou. A luta dos organizadores somada à mobilização pela Internet foram mais do que suficientes para um resultado positivo.

O show acabou acontecendo da melhor maneira possível com um showzaço nada cidade vizinha, São Manoel, e com certeza muitos itens puderam ser arrecadados!

Confira algumas fotos:

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*