Em março, noticiamos aqui que o Mano Brown era a capa do mês da Fórum, com direito à entrevista; nessa quarta-feira (10), a revista disponibilizou a entrevista completa online.

Entre os temas que normalmente são discutidos com Brown, chamou a atenção uma declaração sobre seu CD solo: “Eu não estava falando de chacina, de nada disso, estava preparando um disco de música romântica, aí começou a morrer gente aqui e tive que fazer alguma coisa.”, disse o rapper em relação à chacina que matou sete pessoas na região do Campo Limpo (entre elas DJ Lah, ex-integrante do grupo Conexão do Morro), zona sul paulistana, em 5 de janeiro.

Mano Brown ainda falou sobre o PCC (“O PCC hoje tem tanto poder que eles nem precisariam da contravenção pra existir”); sobre Marighella (“Me identifiquei demais com ele, pra caralho, como pessoa. Gostava de futebol, samba, poesia, mulheres e não tinha medo de morrer, por isso ele é um líder até hoje”); sobre religião (“O que mudou é esse monte de escândalos em que eles se envolvem. “Ah, o cara é representante de Jesus”, mas quem deu esse direito a ele? “Ah, Jesus falou…”. Então tá, falou pra ele e por que não falou pra mim?”), entre tantas outras coisas.

Leia a entrevista completa no site da revista Fórum.

Mano Brown na revista Fórum

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*