No último sábado (16), Sombra lançou um vinil composto por duas músicas de seu novo CD, “O Fantástico Mundo Popular de SomBrasil”, produzido por Marcelo Cabral e Daniel Bozzio, da Matilha Cultural.

O vinil single foi lançado em um coquetel organizado pela própria Matilha, no sábado. No domingo, as músicas já estavam disponíveis na internet para quem quisesse ouvi-las.

A Matilha Cultural é a mesma que financiou o sucesso “Nó na orelha”, do Criolo, também produzido por Marcelo Cabral. De acordo com matéria do próprio site, eles apostaram no Sombra porque acreditam que sua independência cultural ainda deve ser conquistada e o próprio rapper também sabe disso. “Ele é muito talentoso e somos parceiros há bastante tempo”, completou Ricardo Costa, diretor artístico e idealizador do espaço.

Sombra tem 37 anos e faz parte da cena hip hop desde os anos 90, quando juntou-se ao SNJ. Em 2002, lançou o álbum Sombra & Bastardo, em parceria com o amigo rapper, em projeto paralelo ao SNJ, e em 2008 lançou o seu primeiro trabalho solo, intitulado “Sem Sombra de Dúvida”.

Assim como foi com o disco do Criolo, o novo trabalho do Sombra terá uma mistura sonora muito grande, permitida pelas composições do rapper que dão abertura a isso. “A principal novidade desse disco é a musicalidade que fica explícita nos diferentes instrumentos, fazendo jus ao nome do álbum. Além disso, nos permite montar o show de dois formatos: com banda ou o tradicional MC e DJ”, conta o rapper na mesma matéria.

Sobre as duas músicas lançadas, a publicação da Matilha as define assim:

“Rap do Brasil” faz um panorama sobre a cultura hip hop até os dias de hoje em forma de agradecimento ao caminho que Sombra conseguiu traçar, semelhante a todos que fazem parte e acreditam no rap nacional. Já a música “Homem sem Face”, traz a narrativa de um personagem qualquer, desprovido de valores, como honestidade, bom caráter e lealdade, num forte jogo de rima.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*