Um dos destaques brasileiros no festival americano SXSW, Emicida comentou a Rolling Stones Brasil sobre sua nova turnê de shows pelos Estados Unidos.

O rapper, que em 2011 participou do Coachella, um dos maiores festivais de música do mundo, começou março com dois shows em Nova York (7 e 9), e três apresentações pelo SXSW, no “The Whiskey Room”, “Meduse Lounge” e no palco internacional do festival (12, 13 e 14 de março, respectivamente).

Já sabemos de algumas coisas, mas continua sendo um longo caminho a ser percorrido e a cada nova cidade você volta ao zero. Se souber aproveitar e tiver humildade pra isso, faz você crescer monstruosamente”, disse Emicida à publicação.

O rapper esteve acompanhado do músico Felipe Vassão, que também está produzindo o primeiro álbum do MC, do seu inseparável irmão e produtor, Evandro Fióti, e do DJ Nyack.

O mais legal de vir tocar em um novo país é a experiência de se apresentar fora da zona de conforto que um lugar onde se é bem conhecido proporciona. O aprendizado é imenso, principalmente quando se fala outro idioma, o que é muito corajoso de se fazer, mas tem um alto risco, pois o americano, em geral, não consegue acompanhar muito tempo de algo que ele não entenda a letra, o que obriga a performance a quebrar essa barreira“, comentou Emicida sobre os desafios.

Entretanto, o rapper parece ter tirado tudo de letra: no último dia 14, foi um dos destaques de uma publicação do site do The New York Times, um dos jornais mais famosos do mundo, sobre o festival.

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*