Nesta segunda-feira (4), Projota lançou a música e o vídeo de “Muita luz“, com produção musical de DJ Caique e direção dele mesmo (Projota).

A faixa foi lançada após o rapper passar algum tempo com seus fãs na twitcam. De acordo com Projota, “Muita luz” é a faixa 1 de seu novo CD, que terá o mesmo nome.

O CD “Muita luz” deve ser lançado em março, com 20 faixas, quase todas inéditas.

Letra: (enviada por Felipe Morais e Ariel Mombaque)

Cantei quando ninguem parava pra escutar
Sonhei que um dia alguem iria respeitar
rimei pra 30.000, emocionadão
rimei pra meia dúzia, mesma emoção
Admira o MC que destrói
Mas eu não me encaixo, minha rima só constrói
Julgam se seu jogo é da rua ou da TecToy
Mas aos olhos de um mendigo, todo mundo é playboy
Eu sou mais um pereira,
Primeiro nome zé
Catei fruta na feira
Tretei com alguns mané
Vi horário politico pra ver qual é
E eu devia ter ido ver o filme do pelé
Tem cara que mais te ferrou do que fortaleceu
tem cara que se encontrou só que já se perdeu
tem cara que viu um malote e se vendeu
Um salve pro rei, mas esse cara não sou eu
Quer me derrubar, depois sair impune?
quem a vida não pegar, a morte pune
Quem quer cantar de galo vai desafinar
Se acostume, na rua não tem Auto tune
Dinheiro vai, familia fica, é o que eu vejo
Eu moro nesse mundo esperando a ordem de despejo
o caranguejo anda pro lado, tá atrasado
Mas tá melhor do que você aí parado

Não sei se faço o melhor,
mas sei que faço o meu melhor
Ei, o que eu preciso ser de cor
Foco, Força, fé e suor
Simplicidade pra falar, humildade pra ouvir
Dignidade, saúde e paz, por amor a gente já tem por aqui
Muita luz, Muita luz, Muita luz pra nós!

Querem swag? Tenho swing, tá bom assim
capoeira não queira que eu gingue, não sou ruim
Seu fuzil? Meu estilingue, venço no fim
Junto a um milhão de estilingues que atiram por mim
Não tem lobo nem tem ovelha
O vento que sobe a pipa é o mesmo que arranca telha
Eu peço muita luz pra quem não tem cheques
Todo tipo de luz, menos a luz do giroflex
Parou! Me enquadrou outra vez, não fui eu
Roubando roda não, tô trocando pneu!
Logo eu hein, o que que eu fiz? Ah, entendeu
É que negros só se dão bem nos filmes do Denzel
Moro na esquina da Guerra com a paz
Bem ali, a tristeza sempre passa por aqui
me dá oi, me seduz, me chama
Eu digo: “Vaza vadia, porque a esperança já tá na minha cama”
Deixa os moleque andar de skate, carai
Seu distintivo não é enfeite, então sai
Abaixa a arma Rambo, vou contar pro seu pai
ganhou um cacetete e tá se achando um samurai
Eu vivo isso mano, igual vários moleque
Em tempos de lei seca eu tô bem louco de rap
E é bem louco esses rap que fala sobre plim-plim
é, bem louco pra alguém, uma merda pra mim

Não sei se faço o melhor,
mas sei que faço o meu melhor
Ei, o que eu preciso ser de cor
Foco, Força, fé e suor
Simplicidade pra falar, humildade pra ouvir
Dignidade, saúde e paz, por amor a gente já tem por aqui
Muita luz, Muita luz, Muita luz pra nós!

DOWNLOAD OFICIAL DA MÚSICA

Não perca mais nenhum post!

1 Comment

  1. Cantei quando ninguem parava pra escutar
    Sonhei que um dia alguem iria respeitar
    rimei pra 30.000, emocionadão
    rimei pra meia dúzia, mesma emoção
    Admira o MC que destrói
    Mas eu não me encaixo, minha rima só constrói
    Julgam se seu jogo é da rua ou da TecToy
    Mas aos olhos de um mendigo, todo mundo é playboy

    Eu sou mais um pereira,
    Primeiro nome zé
    Catei fruta na feira
    Tretei com alguns mané
    Vi horário politico pra ver qual é
    E eu devia ter ido ver o filme do pelé
    Tem cara que mais te ferrou do que fortaleceu
    tem cara que se encontrou só que já se perdeu
    tem cara que viu um malote e se vendeu
    Um salve pro rei, mas esse cara não sou eu

    Quer me derrubar, depois sair impune?
    quem a vida não pegar, a morte pune
    Quem quer cantar de galo vai desafinar
    Se acostume, na rua não tem Auto tune

    Dinheiro vai, familia fica, é o que eu vejo
    Eu moro nesse mundo esperando a ordem de despejo
    o caranguejo anda pro lado, tá atrasado
    Mas tá melhor do que você aí parado

    [Refrão]

    Não sei se faço o melhor,
    mas sei que faço o meu melhor
    Ei, o que eu preciso ser de cor
    Foco, Força, fé e suor
    Simplicidade pra falar, humildade pra ouvir
    Dignidade, saúde e paz, por amor a gente já tem por aqui
    Muita luz, Muita luz, Muita luz pra nós !

    Querem swag? Tenho swing, tá bom assim
    capoeira não queira que eu gingue, não sou ruim
    Seu fuzil? Meu estilingue, venço no fim
    Junto a um milhão de estilingues que atiram por mim

    Não tem lobo nem tem ovelha
    O vento que sobe a pipa é o mesmo que arranca telha
    Eu peço muita luz pra quem não tem cheques
    Todo tipo de luz, menos a luz do giroflex

    Parou! Me enquadrou outra vez, não fui eu
    Roubando roda não, tô trocando pneu!
    Logo eu hein, o que que eu fiz? Ah, entendeu
    É que negros só se dão bem nos filmes do Denzel

    Moro na esquina da Guerra com a paz
    Bem ali, a tristeza sempre passa por aqui
    me dá oi, me seduz, me chama
    Eu digo: “Vaza vadia, porque a esperança já tá na minha cama”

    Deixa os moleque andar de skate, carai
    Seu distintivo não é enfeite, então sai
    Abaixa a arma Rambo, vou contar pro seu pai
    ganhou um cacetete e tá se achando um samurai

    Eu vivo isso mano, igual vários moleque
    Em tempos de lei seca eu tô bem louco de rap
    E é bem louco esses rap que fala sobre plim-plim
    é, bem louco pra alguém, uma merda pra mim

    [Refrão]

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*