Capa da mixtape SensaFLOWnal do rapper Flow MC

Do quartinho obscuro pro mundão! Mais conhecido por organizar há 6 anos a Batalha do Santa Cruz, ao lado de Marcello Gugu, Flow vai conquistando cada vez mais espaço no cenário de MCs.

A mixtape “SensaFLOWnal” parece-me muito mais madura. E, se a última mixtape se chamava “Vileiro“, nessa nem precisava colocar no nome, já estava incorporado.  A capa é ótima, coisa de vilão total e chegou a levantar comparações entre Flow e BIG (obviamente, comparações na aparência e estilão).

Nessa parada de vila, vileiro, vilão, vários sons da mixtape fazem referência à quebrada. Referências diretas a acontecimentos e momentos comuns das quebras pelo país. Além disso, o rapper trouxe vários parceiros pra compor a parada, o que deixou a mixtape ainda mais “em casa”.

Um dos exemplos disso é o som “Beira D’Avenida“, com o Marcello Gugu, que já havia sido lançada antes. Outra que já havia também sido lançada anteriormente é a “Pisa Fofin“, que também tem esse ambiente bem de quebrada mesmo. A “Por que” tinha até webvideo já e uma publicação especial aqui no site.

No som “Chá de Quebra“, os flows monstros se encontram quando juntam-se Flow e Shawlin, fazendo a conexão das quebradas de Sampa ao Rio de Janeiro, da melhor qualidade. Em “Escolhas“, Flow não vai tão longe na parceria e divide a música com Emicida pra retratar a importância das nossas escolhas.

Tem sempre aquela parada que dizem de deixar o melhor para o final. Na minha opinião, Flow, na verdade, abriu o CD com o melhor que tinha, mostrando todas as armas. “Novo Batalhão” é o meu destaque na mixtape. Não somente pela batida pesada e meio obscura do Pifo Beats, ou pela ótima participação do Rashid, mas pela ideia do som.

Ou melhor, por tudo isso. Flow explica de maneira inspiradora esse novo momento, esse novo batalhão do RAP, que, inclusive, ele e o Rashid fazem parte. Aliás, o rapper do Lauzane eleva a participação com todas suas punchlines, como estamos acostumados, citando grandes nomes da nossa cultura. Pedrada!

Uma parada que eu curto no Flow, não só da mixtape, é esse estilo mais largadão, mais livre. A única preocupação é entregar um trampo de qualidade. Não à toa, carrega o nome que carrega, pois o flow que utiliza em sua música é realmente destaque, variando-o com facilidade para deixar o som ainda mais interessante (“Novo Batalhão” é uma prova disso).

Sua segunda mixtape é a sequência do trampo e a prova de que o rapper tem muito pra trazer ao nosso RAP, mais do que apenas um hit. Que 2013 venha e seja um ano “sensaFLOWnal” também…

SensaFLOWnal – Flow MC

1. Novo Batalhão (part. Rashid | Prod. Pifo Beats)
2. Pisa Fofin (prod. Epik Down)
3. Muleque Problema (prod. Laudz | Scratchs DJ KL Jay)
4. Papo de Futuro (part. Drik Barbosa | Pifo Beats)
5. Algumas (part. Bitrinho | prod. Ander Som)
6. Por Que (prod. Sala70)
7. Pode Para (prod. Léo Cunha)
8. Nada É Novidade (prod. Léo Cunha)
9. Junto e Misturado (prod. Origame Beats)
10. Amnésia (prod. Phill Terceiro | Scratchs DJ Colorado)
11. Nostalgia (part. Jota Ghetto | prod. Phill Terceiro)
12. Sonhos (part. Drik Barbosa | prod. Phill Terceiro)
13. Já Vem de Uns Dias (prod. Money Moss)
14. Chá de Quebra (part. Shaw | prod. Lucas Beatmaker)
15. Cê Não Vai Aguentar (prod. Pifo Beats)
16. Escolhas (part. Emicida | prod. DJ Caique)
BÔNUS: Beira D’Avenida (part. Marcello Gugu | prod. KJ Beats)

DOWNLOAD OFICIAL

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*