Poucas vezes um clipe tão simples teve tanta história pra contar. Após lançar seu EP “…Entre…“, Kamau também coloca na rua seu novo clipe, da música “21/12“, que homenageia duas de suas paixões: o skate e o RAP. A direção é de Wagner Profeta.

O adjetivo “simples” é um dos mais utilizados aqui no site. E não pense que carrega uma crítica, pelo contrário: simplicidade é essência, é passar a mensagem e pronto. Kamau tem muito disso. Nunca precisou de grandes alardes ao redor do seu nome para se destacar. Aliás, muito de seu destaque vem dessa discrição. O “guerreiro silencioso” que, no pouco que fala, fala com qualidade e por isso fala há tantos anos.

A música 21/12, produzida pelo Renan Samam, com colagens do DJ Erick Jay e mixada pelo Munhoz, fala de duas grandes paixões da vida do Kamau: o skate e o RAP. Poucos sabem, mas o agora rapper já andou nas quatro rodinhas profissionalmente. A música conta essa história, do início no skate ainda moleque, pra fase adulta com a decisão de seguir carreira como MC. Decisão esta que o rapper não se arrepende de ter tomado.

Por que 21/12: a música foi lançada no dia 21/12 de 2009, mas se engana quem pensa ser esse o principal motivo. Kamau iniciou sua carreira no skate aos 12 anos e no RAP aos 21. Em 2009, ano de lançamento da música, como você pode fazer a conta, ele tinha 21 anos no skate e 12 no RAP. Enfim, é isso que a gente sabe; se você souber de outras relações, enriqueça nosso post com o seu comentário!

Clipe da música 21/12, do rapper Kamau

Seguindo a ordem cronológica dos fatos, como a própria música faz, o clipe começa mostrando o Kamau skatista, cercado por aqueles que provavelmente marcaram a vida dele, principalmente na época em questão. Aliás, tirar o skate do plástico e o destaque para a criança são prováveis referências ao seu começo no esporte ainda muito novo, dos olhares curiosos à prática.

Depois do rolê pelas ruas de São Paulo, paisagem que não poderia faltar devido à ligação natural de um morador e à forte presença da cidade em diversas letras do rapper (aliás, o “Non Ducor Duco“, nome de um de seus cds, é uma frase que está na bandeira da cidade), Kamau se encontra com ninguém mais, ninguém menos que DJ Nyack, em um sebo de discos da cidade. A ligação do Kamau com os instrumentais clássicos, e com as músicas em si, é antiga e foi mostrada de forma mais explícita na mixtape “Sinopse“, de 2005.

O clipe caminha pro seu final com um Kamau que estamos mais acostumados a ver: armado, com papel, caneta e beat. O rapper divide a cena com o produtor musical Renan Samam, enquanto escreve novas rimas e espera a chegada de mais companheiros para a sessão, do mesmo jeito que rolou lá no início com o skate. Chegou até o Rashid pra somar ali no canto.

Por A.M.L. Sempre: homenagem a DJ Primo no clipe do Kamau

“Por A.M.L Sempre”: lembra quando a gente falou de simples, mas com muita história pra contar? A homenagem do Kamau ao DJ Primo ficou bem nessa linha. Simples, mas marcante! DJ Primo, que foi um dos grandes nomes do hip hop brasileiro, nasceu Alexandre Muzzilo Lopes (A.M.L.) e, assim como Kamau, também tinha o skate e o RAP como duas grandes paixões.

Assim como a própria essência da música, Kamau conta dois momentos bastante pessoais, mas que vão fazer vários se identificarem e se emocionarem. Da felicidade de ver o rapper de volta à ativa, pelo menos de forma tão atuante, até a própria qualidade da produção, podemos dizer que o lançamento foi aprovado e já estamos na espera por mais. Afinal, quem sabe do que fala, merece ser ouvido pra sempre!

Não perca mais nenhum post!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

*