Artista

Mundano

Batalha de Ideias sobre Graffiti com Crânio, Mundano e Enive

Batalha de Ideias: Max B.O media debate sobre graffiti na rua ou galeria com Crânio, Mundano e Enivo

por

No último dia 24, o “Manos e Minas”, da TV Cultura, disponibilizou na íntegra a terceira “Batalha de Ideias”, que rolou no mesmo dia, em São Paulo, na Fábrica de Cultura Capão Redondo. Mediada pelo Max B.O, também apresentador do programa, a terceira edição debateu sobre a exposição do graffiti na rua e em galeiras, contando com as presenças de Crânio, Mundano e Enivo. A ideia é que o “Manos e Minas”, em parceria com as Fábricas de Cultura, realize a “Batalha de Ideias” com novos temas e convidadxs uma vez por mês.

Fala mais

Mundano e o Pimp My Carroça

Conheça o “Pimpex” e leve o “Pimp my carroça” pra sua cidade!

por

Com o tanto que é falado sobre o “Pimp my carroça”, nem parece que o evento só teve oficialmente quatro edições. A ideia é tão bonita e levanta tantos questionamentos que nem precisou de muito para circular. Entretanto, a organização de algo de grande porte sempre gera outras problemáticas e necessita de um investimento maior. Por isso, a “pequena” quantidade de “pimpadas” e por isso a necessidade de um projeto paralelo. Mundano, o graffiteiro idealizador da parada toda, pensou nisso. No último dia 29, na celebração de 2 anos do projeto mor, ele anunciou o “Pimpex”, uma espécia de “Pimp my carroça” independente. A ideia é que pessoas voluntárias troquem ideias com um catador e um artista da sua região e crie (…)

Fala mais

Emicida, Mundano e o catador Rafael Bahia no Pimp My Carroça

Pimp My Carroça completa 2 anos e Emicida entrega 1º Prêmio Catador Porta Voz

por

Na última terça-feira (29), o Pimp My Carroça, idealizado pelo Mundano, celebrou seus dois anos com um evento no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo. Além da bonita marca cronológica, a comemoração também premiou pela primeira vez o “Catador Porta Voz”, uma espécie de principal carregador da bandeira da causa; Emicida esteve presente. “O auge da noite foi, sem dúvida, o depoimento do catador Rafael Bahia após receber o 1º Prêmio Catador Porta Voz das mãos e das sábias palavras do meu mano Emicida, que fortalece o nosso movimento desde o início. Bahia conseguiu em 5 minutos fazer um auditorio gargalhar, chorar e refletir sobre muitos aspectos entorno de sua profissão e também sobre rap e graffiti”, escreveu (…)

Fala mais

Mundano limpa São Paulo e liberta Graffitis

Com vassoura e água, Mundano “liberta” graffitis em São Paulo

por

Cidade cinza virou praticamente um sobrenome de São Paulo, principalmente depois do documentário de mesmo nome que retratou a relação das autoridades com os graffitis espalhados pelos muros. Os caras apagam mesmo, sem dó! Mas, como em tantas outras áreas, fazem mal feito e acabam abrindo brechas; neste caso, bom pras ruas. Conhecido principalmente pelo trampo com o “Pimp my carroça“, Mundano notou que alguns graffites seus e do Crânio haviam sido apagados na véspera da reabertura do Cine Belas Artes. Coincidência? Ele não acredita muito nisso. Post by Mundano. Como ele mesmo perceberia, o material usado para cobrir as artes e alguns lambes em protesto era vagabundo. Havia solução. O graffiteiro catou um balde de água e uma vassoura e (…)

Fala mais

Mundano e o Pimp My Carroça

Graffiteiro paulista levará “Pimp my carroça” à conferência global de inovação e criatividade

por

Selecionado pelo programa TED Fellows, Mundano terá pelo menos 4 minutos com todos olhos voltados pra si no TED Global, que será realizado no Rio de Janeiro, em outubro. Idealizador do “Pimp my carroça”, o graffiteiro se junta a outras 20 pessoas e seus projetos inovadores para, além de apresentá-los, participar também de treinamentos, palestras, workshops e muito mais; a bióloga Marcela Uliano da Silva e a engenheira florestal Patricia Medici são @s outr@s brasileir@s escolhid@s. “Quero aproveitar a oportunidade pra trocar muita informação com os fellows de todo mundo, aprender e construir com o tempo uma ação global ‘a la Pimp My Carroça’ que transcenda as fronteiras e os idiomas. Afinal, o mundo é um só e a arte é (…)

Fala mais

Exposição Tempos Mundanos

“Tempos Mundanos”: grafiteiro expõe sua obra no centro do concreto de São Paulo

por

Desde o dia 11 de novembro, quem atravessou a passagem subterrânea da Rua da Consolação com Avenida Paulista, em São Paulo, teve a oportunidade de ser “soterrado” em arte, mesmo que não tenha notado. O espaço, que penetra o concreto paulistano, foi tomado pelo grafiteiro Mundano, que reuniu mais de 60 obras realizadas sobre diferentes suportes artísticos; alguns deles foram garimpados nas ruas de São Paulo, Istambul e Tóquio, e podem datar de 1966 até o final dos protestos de junho deste ano. Embora tenha sido batizado de Passagem Literária e recebido diversas exposições, o espaço não é assim tão popular quanto deveria. “É um local por onde passam milhares de pessoas todos os dias, mas que continua invisível para a maioria dos paulistanos”, (…)

Fala mais

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com tengag.com moviekillers.com