Enquanto tem quem celebre a primeira música que tocou na rádio ou aquela premiação quando ninguém conhece o cara, o RAP Brasileiro às vezes precisa se contentar em completar dez ano desde o primeiro ano que ficamos esperando o CD do Marechal.

Pra falar a verdade, a “década” é simbólica. Não existe um registro oficial (não achei pelo menos) de quando o rapper começou a anunciar que lançaria a sua estréia. Um dos pouco indícios que temos é o áudio de um show em 2005, em Belo Horizonte, no Uai Rap Soul. Nele, além de cantar boa parte dos seus sons mais conhecidos, ele já mandava “pense numa coisa melhor pra você, antes de chegar o CD, talvez um dia vai chegar…”.

Outro indício sobre 2005, bem lembrado pelo Fernando Arruda nos comentários, é a faixa “Vagabundo”, do Quinto Andar, que saiu na coletânea “Direto do Laboratório”, lançada em 2003. Nela, Marecha manda “pode comprar meu disco também, vai sair até 2005, eu garanto”.

Dez anos. Se não tem como revivermos exatamente a ansiedade da época, vou fazer o mais próximo disso e nos levar numa viagem extremamente nostálgica. Se você acha que uma década é muito tempo, espera até ver os itens desta lista…

Lula ainda era o presidente. E no primeiro mandato.

lula-fhc

 

O Orkut começava a dominar o Brasil

orkut-tretas

 

O Play 2 era foda!

play2

O Xbox 360 só chegaria no fim do ano :)

 

Schumacher era o atual campeão da F1. Rubinho, pasmem, o vice.

schumacher-rubinho

 

7×1? Nunca; éramos os atuais campeões mundiais!

selecao-brasileira-2002

 

Romário terminaria o ano como artilheiro do Campeonato Brasileiro.

romario-2005

 

A parceria entre Jay Z e Linkin Park acabava de ser lançada.

jay-z-linkin-park

 

Kanye West concorria a NOVO ARTISTA no Grammy.

kanye-west-grammy-2005

E perderia pro Maroon 5. Em compensação, levaria “Melhor álbum de Rap”, por “The College Dropout”, e “Melhor música de Rap”, por “Jesus Walks”. E se é pra falar de nostalgia, músicas como “Drop like it’s hot”, de Snoop Dogg & Pharrell, e “99 problems”, do Jay Z, também tavam nas indicações.

 

Por aqui, Black Alien tentava como REVELAÇÃO no VMB.

black-alien-antigas

E perdia pra Leela (?). A celebração ainda premiaria “Exército do Rap”, de Sandrão & Negra Li, como “Melhor videoclipe de Rap”, “Palavras repetidas”, do Gabriel o Pensador, como “Melhor videoclipe de pop” (?) e “Melhor fotografia”, e “A maldição do Samba”, do Marcelo D2, como “Melhor videoclipe de MPB”. Pra reforçar a nostalgia, o CD “Babylon by Gus – O ano do macaco” tinha acabado de sair.

 

E o Prêmio Hutúz seguia firme e forte.

mano-brown-hutuz

E premiaria naquele ano o Parteum como “Revelação”, além de Helião & Negra Li como “Grupo ou artista solo”. Pra reforçar a nostalgia, o CD “Exilado Sim, Preso Não”, do Dexter, tinha acabado de sair e levava “Álbum do ano”.

 

O Quinto Andar lançava o clássico “Piratão”.

 

Já o Emicida, ainda nem tinha ganhado a Liga dos MCs.

 

E o Rashid era Moska.

 

Dina Di ainda tava viva.

dina-di-luto

 

marechal-vovo-imagem-erick-dias
Catamos do Érick Dias, que mandou no Facebook.

 

E você, o que consegue lembrar do primeiro ano que esperamos o CD do Marechal? Deixa nos comentários abaixo!

Não perca mais nenhum post!

Qual a sua opinião?

6 Comments

  1. E na verdade, como qualquer fã que acompanha um artista, a partir da sua existencia, já existe expectativa que ele agrupe as musicas, transforme num cd e coloque pra venda. Desde que o Marecha saiu do Quinto Andar e começou a lançar vários singles, acredito que grande maioria já estava na expectativa antes de 2005 (lembrei agora que na faixa da coletânea “Direto do laboratório”, o Marecha fala sobre o lançamento do solo dele), falo isso porque eu me encaixo nesse perfil. Mas hoje em dia já entendo bem melhor os motivos…pra mim ele é dos melhores. TOP 3! Forte abraço. Obrigado pelo espaço.

    • Os motivos do Marecha pra não ter lançado são totalmente justificáveis. Além da extrema preocupação com cada faixa, ele tá sempre cheio de projeto lindão e isso toma um puta tempo. E outra, acredito que ele seja pelo menos TOP 5 da maioria dos fãs do RAP Brasileiro se não ninguém mais ia falar.

      P.S.: sobre a expectativa ser anterior a 2005, não há o que negar. Entretanto, 2005 parece ser o primeiro ano concreto pro lançamento. Tanto é que nessa faixa que você comenta, da coletânea “Direto do laboratório”, ele diz “pode comprar meu disco também, vai sair, até 2005 eu garanto”. Na época da faixa em si, ele só anuncia a existência de um trabalho solo, mas nada concreto.

  2. Romário ainda jogava e foi o artilheiro do campeonato brasileiro, vestindo a camisa do Vasco kk

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*