Se no Brasil tem quem defenda que a Copa do Mundo de futebol não será realizada por causa dos protestos, na França, um torneio semelhante já está em andamento desde o último dia 2.

Com 20 países representados, o Grand Slam 2014 de poesia chega a sua final no próximo sábado (7). E tem poeta/escritor brasileiro na parada!

Emerson Alcalde conquistou sua vaga ao ganhar, ainda no Brasil, o “Slam do Grito”, o “Slam do 13” e o “Slam SP”. Já na competição internacional, passou por eliminatórias e semi-finais pra ser um dos três finalistas.

Entre as poesias que declamou, estão a homenagem ao funkeiro Da Leste, assassinado em cima do palco enquanto fazia um show, e “Meus heróis não morreram de overdose”, principalmente sobre a violência contra as periferias.

“Eu me preparo há mais de um ano e de dezembro de 2013 para cá só tenho feito isso. Treinando performance e o francês para me comunicar”, contou à Esquina Cultural.

E todo treinamento deu certo. Emerson já igualou o melhor resultado do país na competição: Roberta Estrela D´Alva, a primeira a representar o Brasil por lá, conquistou a terceira posição; Fábio Boca e Lews Barbosa (Potencial 3) também já participaram.

Aos que não frequentam os Slam e Saraus, talvez conheçam Alcalde da participação no CD “…entre…”, do Kamau, lançado em 2012.

“Não temos tantas palavras, mas com as poucas que aprendemos estamos transformando a nossa realidade e mostrando para a academia que a literatura contemporânea brasileira está aqui”, completou ele em referência à literatura oriunda das periferias.

Com informações da Esquina Cultural.

https://www.youtube.com/watch?v=YDjyQF0w-bY

Não perca mais nenhum post!

Qual a sua opinião?

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*