Poucos assuntos tomaram o RAP Brasileiro de assalto tanto quanto o anúncio da participação do Slim Rimografia no Big Brother Brasil 14, na última terça-feira (7).

As redes sociais fervilharam de opiniões e, embora tenhamos conseguido separar 10 tweets que chamaram realmente a atenção, boa parte fazia a mesma crítica de sempre: vendido.

Mesmo que ele não tenha sido o primeiro rapper a participar de um “Reality Show”, o assunto é um tabu gigantesco no Hip Hop; a própria questão de integrantes da cultura aparecerem na TV ainda é impensável para muitos.

Leia também:
– A importância do RAP na TV que ninguém entendeu;
– “A Globo não tinha noção do que eu ia cantar”, afirma Marechal sobre participação no BBB;
– GOG recusa convite para evento da Globo e FIFA: “esqueçam o meu nome!”;
– Slim Rimografia no BBB: pontos positivos e negativos.

Para abrir um pouco mais o debate e parar de bater nas mesmas teclas, trocamos uma ideia com o Xis que, além de ser rapper e um estudioso da cultura, participou da Casa dos Artistas, em 2002. O rapper foi logo dizendo que não poderia comentar a decisão do Slim, visto que não sabia suas motivações, mas perguntado sobre suas próprias, afirmou: “Oras, eu sempre critiquei a falta de negros na TV, em Revistas, Jornais, o Brasil é um pais racista, então precisava ir.”

Enquanto muitos têm dito que Slim “traiu o movimento” ou “envergonhou a cultura”, Xis defendeu a participação do colega e aproveitou para deixar um recado:

Meu amor ao Hip Hop é incondicional e a ida de alguém a TV, seja quem for, inclusive a minha, rs não vai mudar isto. Na verdade a ida de alguém como o Slim só fortalece, eles poderiam escolher qualquer MC de internet, existem aos montes por ae. E digo mais, não há quem fale por mim sobre Hip Hop, se existe alguém que fale por você que esta lendo isto, você esta preso, você não é do Hip Hop, somos livres, esta é a idéia.

A participação de Xis na Casa dos Artistas ficou bastante marcada por sua decisão de deixar o programa por discordar da mudança de regras. Embora não tenha colocado seus princípios de lado para levar o prêmio, o rapper alerta: “tem que se lembrar que este bang é um programa de TV; dois, é um jogo; e três, tem dinheiro envolvido, no caso do BBB 1 milhão.”

Por fim, Xis afirma não ter assistido muito de sua participação depois que saiu da casa, mas acredita que “é possível existir cartas marcadas” e que “a edição pode influenciar o publico, não o resultado final”. A nosso pedido, ele ainda supõe um encontro com Slim antes de sua entrada no Big Brother Brasil para umas dicas finais:

Ia dar um abraço nele e desejar boa sorte. Ele vai ser o mesmo cara quando sair de lá, tenho quase que certeza absoluta disto. Mas aos olhos da grande maioria ele será outro, faz parte do jogo. Diria pra ele não beber, não transar (ou transar) e tomar cuidado com possíveis armadilhas… 

Abaixo cê confere a entrevista completa:

Xis

Muito se fala sobre os motivos de aceitar participar em um programa como o BBB. Por que você aceitou participar da “Casa dos Artistas”?

…Em conversa informal durante um almoço no RJ no final de 2001, o Tom Capone produtor do meu disco disse que o povo do SBT tinha me visto no Jo Soares falando sobre o FAD, que tinha acabado de ser lançado. A minha gravadora na época estava tentando colocar alguns artistas do seu casting na segunda edição do programa, mas o meu nome não estava na lista. Partiu então do SBT o convite para a minha participação. O Tom Capone me perguntou se eu topava, e eu disse que sim, disse “zuando”, mas disse que sim, e acabei indo. Por que aceitei? Oras, eu sempre critiquei a falta de negros na TV, em Revistas, Jornais, o Brasil é um pais racista, então precisava ir, era isto que pensava.

Do ponto de vista de quem já participou de um “reality show” parecido, o que você achou sobre a ida do Slim Rimografia ao BBB?

Já trabalhei com o Slim em diversas situações, vai ser dificil ter alguém la dentro mais talentoso artisticamente que ele. Fora isto não acho nada, não sei o motivou a ida dele, para “talvez” ter uma opinião.

Sua participação no programa é lembrada principalmente pela “desistência” ao discordar da mudança de regras com a entrada de novos participantes e pelo seu voto de “periferia contra burguesia”. É possível se manter verdadeiro aos princípios e aos seus ideais ou em meio a tantas regras é necessário ceder em alguns pontos?

Sim é possivel, pelo menos no meu foi, e foi o que eu fiz. Agora tem que se lembrar que este bang é um programa de TV; dois, é um jogo; e três, tem dinheiro envolvido, no caso do BBB 1 milhão.

Aliás, que tipo de proibições são impostas aos participantes?

Me lembro de uma, nunca desligar ou esquecer de usar o microfone, fora esta não lembro de outra.

Os tempos mudaram completamente. Hoje, as mídias sociais ampliaram a comunicação de forma monstruosa e os realities são expostos de maneiras completamente diferentes. Mesmo assim, você consegue falar um pouco sobre a reação do público às suas ações?

Cara, posso te dizer que as pessoas enlouqueceram com esta parada e quase me enlouqueceram também, rs. Elas ficam em frente da TV torcendo, tomam partido de um ou outro participante, com se fosse um jogo de futebol. O que as pessoas comentavam era que eu dormia muito – porra vc só dormia, porra vc so dormia – Na verdade eu ficava acordado a noite toda, e ia dormir de manhã, como sempre fiz. Se você gosta deste tipo de entreternimento deve comprar o programa e assistir 24 se possivel, ae sim você vai se divertir e saber o que esta acontecendo de verdade.

As pessoas falam muito em o Slim ir lá e “trair/humilhar” o Hip Hop; é possível um cara numa ida a um reality fazer algo dessa grandeza? E quem decide isso?

Eu coloquei meu contrato em xeque porque não usei o programa para divulgar o meu disco enquanto estava lá dentro. Era uma oportunidade, mas não quis. Já havia conquistado sucesso com minhas musicas, já era conhecido e já tinha o que queria neste sentido. Na minha cabeça a questão de poucos negros na TV falava mais alto e eu queria acentuar isto. Quando o Belfort entrou ele me chamou de canto e disse; “Mano, se tá apavorando, mas você precisa cantar mais, tão pedindo pra você cantar mais.” Ele pediu tanto que acabei cantando “Chapa o Coco” enquanto ele pulava corda. Foi uma das poucas vezes que cantei, talvez a unica. Se alguém pensou, e sei que muitos pensam que o Xis foi pra Casa dos Artistas pra promover sua música se enganou, esta enganado. Agora não posso falar pelo Slim, ele tem 35 de idade, já esta bem grandinho e isto é problema dele. Gosto dos discos dele e devo ter quase todos. Agora não vai ser sua ida num programa de TV que vai mudar minha opinião sobre a Cultura Hip Hop. Meu amor ao Hip Hop é incondicional e a ida de alguém a TV, seja quem for, inclusive a minha, rs não vai mudar isto. Na verdade a ida de alguém como o Slim só fortalece, eles poderiam escolher qualquer MC de internet, existem aos montes por ae. E digo mais, não há quem fale por mim sobre Hip Hop, se existe alguém que fale por você que esta lendo isto, você esta preso, você não é do Hip Hop, somos livres, esta é a idéia.

Teve algum momento que você reviu depois como ele foi transmitido e notou que a edição da cena mudou completamente a maneira como o fato aconteceu dentro do programa?

Cara acredite, vi muito pouco da edição que participei. Tenho alguns VHS’s mas nunca assisti, devo ver um dia assim que for possível – não tenho aparelho VHS – O que posso te dizer é que dei muita sorte porque a galera da MTV estava trampando neste job do SBT. Então de certa forma existia um certo “carinho” comigo nas edições. Mas lá dentro eu não sabia disto. Logo as edições não poderiam mudar meus atos. Se você esta me perguntando isto pra saber se existiu algum tipo de manipulação, no meu caso, nos dias que que fiquei confinado e pelo pouco que assisti posso lhe garantir que não. Agora é aquilo que eu disse, este tipo de programa você precisa assistir muito mais que 45 minutos diarios pra saber tudo o que acontece, isto é fato. E sim, acho que é possível existir cartas marcadas, mas a edição pode influenciar o publico, não o resultado final.

Se você pudesse falar algo pro Slim antes da entrada dele na casa, o que você falaria? Tem algumas manhas pra sobreviver ao confinamento?

Ia dar um abraço nele e desejar boa sorte. Ele vai ser o mesmo cara quando sair de lá, tenho quase que certeza absoluta disto. Mas aos olhos da grande maioria ele será outro, faz parte do jogo. Diria pra ele não beber, não transar (ou transar) e tomar cuidado com possíveis armadilhas…

…pra fechar, se você me permite gostaria de relacionar uma pequena lista de Rapper’s e MC’s que já participaram de Reality’s. Lembrando que o primeiro Reality no Brasil foi o “20 e poucos anos” exibido pela MTV brasileira, onde tivemos a participação da Janaina – dançarina de soul – na primeira edição, e do cabuloso MC/Rapper Ébano do Potencial 3 na segunda, isto em 2000. Como a MTV tinha pouca audiência ninguém lembra, ninguém viu, mas é a história. A partir de 2001 com a primeira Casa dos Artistas no Brasil, e o primeiro BBB na gringa o barato realmente pegou fogo. De lá pra cá são inumeros tipos de Reality’s espalhados pelo mundo, vamos ver quem do rap tem o seu ou participou de um; The Game, Snoop Doog, Rev Run (do Run DMC), Puff Daddy, Ice T, 50 Cent, T.I., Salt’n Pepa, Flavor Flav do Public Enemy, Coolio, Juicy J e DJ Paul do Three 6 Mafia’s, Vanila Ice, Lil Scrappy’s, Jim Jones, Joe Budden, DMX, Uncle Luke do 2 Live Crew e Prozak. Bom, fiz esta lista com uma breve pesquisa na rede, muitos desses programas ainda estão no ar. Divirtam se e vai Slim! Vai Rap! Grande abraço em todos os manos e minas que colam no seu site/blog, um ótimo 2014 pra todos, pax!

Não perca mais nenhum post!

Qual a sua opinião?

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*